MENU
cmcondeixa.pt / concelho / heráldica

Heráldica

Ao longo da sua história, Condeixa recebeu a visita de diversos membros da realeza e de outras figuras egrégias que, invariavelmente, se deixaram impressionar pela beleza natural da terra que os acolhia.

Heráldica

O príncipe alemão Lichnowsky foi, justamente, um desses ilustres que, no deslumbramento do que contemplava, condensou numa só imagem a beleza paisagística do concelho: “Condeixa é um cesto de flores".

Anos mais tarde, por iniciativa do então Presidente da Câmara Wenceslau Martins de Carvalho, esta apreciação do príncipe viria a converter o cesto de flores em emblema heráldico e, posteriormente, em brasão da vila.

Em 1936, porém, a Câmara procurou enriquecer e oficializar os seus símbolos heráldicos, solicitando-o à Comissão de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses que definiu, do seguinte modo, as armas, o selo e a bandeira de Condeixa-a-Nova:

Armas


De azul, com uma faixa de prata, com um açafate de vermelho, com flores das suas cores. Em chefe, duas palmas de ouro cruzadas em aspa. Em contra-chefe, quatro espigas de trigo de ouro atadas em ponta de vermelho, acompanhando uma romã da sua cor, aberta de vermelho e sustida e folhada de ouro. Coroa mural de prata de quatro torres. Listel branco, com os dizeres: "Vila de Condeixa-a-Nova" de negro.

Bandeira


Esquartelada de amarelo e vermelho. Cordões e borlas de ouro e vermelho. Haste e lança douradas.

Selo


Circular, tendo ao centro as peças das armas sem indicação dos esmaltes. Em volta, dentro dos círculos concêntricos, os dizeres "Câmara Municipal de Condeixa-a-Nova". Como o metal e esmalte principais nas armas são o ouro e o vermelho, a bandeira é esquartelada de amarelo (que corresponde ao ouro) e de vermelho.

Quando destinada a cortejos ou outras cerimónias, a bandeira é de seda e bordada e terá a área dum metro quadrado. Quando se destina a ser arvorada, é de filete e terá as dimensões apropriadas, podendo neste caso dispensar a representação das armas. O azul indicado para o Campo de Armas é o que na Heráldica significa zelo, lealdade e caridade. A faixa é de prata, metal que denota humildade e riqueza. O vermelho do açafate é o esmalte que significa força, vida, energia e actividade. As flores, representando as belezas naturais da região e a grande quantidade de flores que existe por toda a parte, são das suas cores. As palmas, representativas dos sacrifícios, que a Vila sofreu com a invasão francesa, são de ouro por ser este o metal que significa fé, fidelidade e liberdade. As espigas representativas da riqueza agrícola regional, são cor do mesmo metal atadas de vermelho. A romã, representando heraldicamente a abundância de frutos, é da sua cor, aberta de vermelho e sustida e folhada a ouro, esmaltes cuja significação já se descreveu. Com estas peças e estes esmaltes, parece ficarem bem representadas a história e as riquezas da região, assim como a índole dos seus naturais.
PO.RO.S
PORTUGAL ROMANO EM SICÓ

Ocupa a antiga casa solarenga da Quinta de São Tomé, classificada como Valor Concelhio.

VER MAIS

CASA MUSEU FERNANDO NAMORA

Largo Artur Barreto
3150-140
Condeixa-a-Nova

Tel. 239 940 146

ORÇAMENTO PARTICIPATIVO
PARTICIPE!

Orçamento Participativo de Condeixa-a-Nova

WWW. opcondeixa.pt

AGENDA 21 LOCAL
SUSTENTABILIDADE

Gestão partilhada e sustentável do futuro do município de Condeixa-a-Nova.

WWW. agenda21condeixa.com

FARMÁCIAS 24H

  • Farmácia S. Tomé

    Urb. Quinta de S. Tomé, lote 32, , R/C Dtº Condeixa-a-Nova Tel.: 239941384 (Horário alargado: das 08:30 às 20:00)

    + INFO
  • Farmácia Anobra

    Rua da Republica, 7 Anobra Tel.: 239943320

    + INFO
  • Farmácia Rocha

    Praça da República Condeixa-a-Nova Tel.: 239941301

    + INFO